MINHA CASA MINHA VIDA 2013

Hoje vamos conhecer as mudanças que ocorreram no programa Minha Casa Minha Vida que vão influenciar todos aqueles que desejam comprar imóveis em 2013. Desde a sua criação o programa habitacional do governo federal já sofreu diversas mudanças. A mais recente ocorreu no final de 2012 e iremos conversar sobre isto agora.

A primeira mudança foi com relação a elevação do teto dos valores dos imóveis. Agora você pode comprar imóveis mais caros através do programa. Outra mudança importante foi a recente redução da taxa de juros, aumento do valor dos subsídios e mudança no teto de famílias que fazem parte da faixa do programa.

Valor máximo do imóvel financiado pelo Minha Casa Minha Vida

A algum tempo todos estavam pedindo para o governo para promover a elevação do teto dos valores dos imóveis. O valor máximo do imóvel que pode ser financiado através do programa não é mais de R$ 170.000,00. O novo valor passou a ser de R$ 190.000,00. Esta mudança vale para imóveis situados no Distrito Federal ou em qualquer municípios integrantes das regiões metropolitanas ou equivalentes dos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo. Já se você pretende comprar um imóvel que não está nas capitais e suas regiões metropolitanas existe outra regra e valores diferenciados. Nas cidades com mais de um milhão de habitantes, esse valor máximo era de R$ 150.000,00 e agora passou para R$ 170.000,00. Com o aumento no valor dos imóveis esta medida foi importante porque com o passar dos anos cada vez menos imóveis estavam se enquadrando no teto do programa.

Taxas de juros menores no Minha Casa Minha Vida

As taxas de juros também sofreram grande redução. Para famílias com renda entre R$ 3.275,01 e R$ 5.000,00, integrantes da faixa 3 do programa, a taxa de juros caiu para 7,16% ao ano. Muitas famílias da classe média serão beneficiadas com esta redução dos juros.

Já quem tem família com renda de R$ 3.100,01 a R$ 3.275,00, terá uma taxa de juros anual menor ainda no financiamento da casa própria. A taxa agora será de 6%. Já as famílias mais pobres com renda inferior a R$ 2.455,00 vão pagar apenas 5% de taxa de juros anual.

  • Renda até R$ 2.455/ 5% a.a.
  • Renda de R$ 2.455,01 a R$ 3.275/ 6% a.a.
  • Renda de R$ 3.275,01 a R$ 5.000 mil/ 7,16% a.a.

O valor dos subsídios concedidos aumentou

O governo também aumentou os subsídios, que significam os benefícios ou redução no valor do custo do financiamento do imóvel. Antes o valor máximo do subsídio concedido a família era de R$ 23 mil e agora passou para R$ 25 mil. Ocorreu ainda mudança no teto de famílias integradas na faixa 2 do programa.

Se você deseja aprender como comprar seu primeiro imóvel baixe o Livro Negro dos Imóveis. Se gostaria de aprender a ganhar dinheiro investindo em imóveis baixe o livro Como Investir em Imóveis. Se você está com dúvida se comprar um imóvel financiado agora é um bom negócio baixe o Livro Negro do Financiamento de Imóveis.
Para ser avisado quando novos como este forem publicados cadastre seu e-mail clicando aqui ou assinar nosso feed. Compartilhe este artigo com seus amigos no Facebook, Twitter, Google e por e-mail:
Se desejar continuar pesquisando mais conteúdo e informações sobre este tema faça uma busca personalizada utilizando o formulário abaixo:
Você pode ser avisado sempre que um novo artigo for publicado neste site. Para isto cadastre seu e-mail no campo abaixo e depois verifique a mensagem de confirmação que iremos enviar.

E-mail: Delivered by Google FeedBurner

1 comentário

  1. Valdinea disse:

    BBom dia! gostaria de saber com faço para me inscrever no minha casa minha vida, sou moradora da Cidade de Guarulhos, tenho teze anos de fgts,qual a melhor forma para mim?

Deixe seus comentários